ADVOCACIA EMPRESARIAL E PESSOAL - Desde 1992 * 25 anos de experiência e tradição
Atuamos nas áreas Cível; Trabalhista e Direito do Consumidor
Quer integrar a nossa equipe? Clique na aba Trabalhe Conosco
Deseja uma consulta a distância? Clique em Atendimento virtual
Síndico : Cobre de volta os últimos 10 anos de tudo que pagou a mais à CEDAE
Sexta-feira
20 de Outubro de 2017 - 

Controle de Processos

insira o seu nome de usuário e sua senha cadastrados. Caso ainda não tenha cadastro, entre em contato conosco

Notícias

Síndico - clique aqui

A CEDAE tem apresentado contas elevadíssimas aos edifícios comerciais localizados na cidade do Rio de Janeiro.
 
É que a CEDAE utiliza-se de um expediente ilegal para calcular a conta daqueles condomínios comerciais que possuem hidrômetro único. Ao invés de calcularem a tarifa pelo valor efetivamente medido pelo hidrômetro, a empresa multiplica o valor da cota mínima pelo número de unidades do condomínio.
 
Este procedimento já foi julgado ilegal reiteradas vezes pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, formando sólida jurisprudência, mas nem todos os síndicos estão informados sobre isto. Temos diversas vitórias e toda a experiência necessária para obter na Justiça o direito a que a apuração das tarifas sejam feitas pela medição do hidrômetro. De outro lado, ainda cobramos a devolução de todos os valores pagos a mais, nos últimos dez anos.
 
 A conta de água elevada tem contribuído para uma tenebrosa espiral de dificuldades para os condomínios, afinal, quanto mais alto o valor da conta de água, mais alto será o valor da cota condominial.  
 
Por outro lado, em tempos de crise, os locatários buscam exatamente aqueles edifícios onde se tenha valores de condomínio mais baixo. Esta nefasta fórmula faz com que os proprietários tenham cada vez mais dificuldade para alugar suas salas e lojas desocupadas. Lojas e salas desocupadas não geram receita ao proprietário, ao contrário, geram mais despesas (condomínio; IPTU, etc).
 
Uma vez em dificuldade financeira, o proprietário acumula dívidas junto aos condomínios, o que termina por causar um déficit nas constas dos edifícios. Os síndicos, de seu turno, veem-se obrigados a elevar o valor das cotas condominiais. Prédios com valor da cota condominial elevado são menos procurados por novos locatários e assim o problema torna-se um ciclo vicioso e sem fim.
 
Saia desta espiral. Torne a sua administração admirável aos condôminos. Entre em contato conosco que iremos apresentar-lhes  uma solução jurídica sólida, embasada em diversos casos de sucesso. Pare de pagar por valores até vinte vezes superiores ao devido. Cobre de volta tudo o que pagou a mais nos últimos dez anos. Clique na aba "Atendimento virtual" e fale conosco.
 
 
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.